Family comes first

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Family comes first

Mensagem por Rosenrot em Dom Nov 20 2016, 08:09

As coisas haviam mudado, agora, como diria aquela frase de um personagem famoso: grandes poderes vinham as grandes responsabilidades. As coisas para ele tinham mudado bastante. Após a primeira mudança, Foalán tinha sido levado até a Seita, onde muitas coisas a seu respeito - e sobre os Garou - tinha sido lhe explicada, assim como sua Tribo de origem - os Fiannas -, ali tinha sido treinado dentro do seu próprio augúrio e de sua própria Tribo por diversos outros Garous.

Portland era um lugar relativamente pacato, na maior parte do tempo, mas as coisas estavam mudando, e estavam mudando depressa para aqueles lados, as tensões políticas entre as Tribos - da qual ele não conhecia muito - estavam se intensificando. Mas tudo aquilo, teoricamente, não era problema dele.

Seus serviços no Pub da família tinham acabado, agora que conhecera o real motivo pelo qual precisava ‘trabalhar’, ainda que tivesse pouco envolvido com todo aquele universo - era um recém Cliath, sequer tinha uma matilha ainda - mas as coisas estavam mudando, e ele sabia disso.

O dia tinha começado com o cheiro forte do café e um sacolejão de sua irmã para tirá-lo da cama. Seu pai tinha deixado um recado, dizendo para que ele fosse até a lanchonete da Ivy e encontrasse Matt - Mattieu, conhecido como Matt era tipo um primo de segundo grau ou alguma coisa assim -, ele sabia que o tal Matt era um Garou também.

Bom, e lá estava ele, na frente da Ivy’s, um lugar não muito convidativo à maioria das pessoas, mas hey, qual lugar frequentado por Garous em grande maioria era? Quando passou pela porta - com aquele sininho clichê - tocando e avisando que ele estava entrando. Lá dentro estava vazio, como geralmente sempre estava. Um ou outro cliente espalhando pelas mesas no salão. A jovem atrás do balcão olhou para ele, enquanto mascava um chiclete. Ela moveu a cabeça, indicando as escadas no fundo do lugar, que daria para o andar de cima.

Era lá que o tal Matt estava. Era para lá que ele deveria seguir.
avatar
Rosenrot
Admin

Mensagens : 2329
Data de inscrição : 21/06/2010

Ver perfil do usuário http://warhounds.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Family comes first

Mensagem por Convidado em Ter Nov 22 2016, 20:07

Pra que despertador? É bom acordar com emoção, pena que eu já estava acordado... Juliet nunca me pegou distraído, não preciso de muito tempo de sono.... As vezes é bom, principalmente em dias de festa. O problema é quando me colocam de vigia..... É um saco!
Os dias tem sido duro, toda vez que penso sobre isso, lembro do orgulho de Tara, pretendo honrar até a morte o sangue da minha família. Por Gaia!
O que me deixa desconfortável nessa minha nova vida, é a distância da minha família, sei que eles me apóiam para crescer dentro do mundo Garou e honrar a altura os MacCullen... Mas... enfim, olho para o rosto de Juliet, claramente emburrada, pra não dizer puta da vida, levanto-me, dou-lhe um beijo na testa, isso desarma todas as defesas.... Foi o suficiente para que o travesseiro sob a mão escondida acertasse em cheio a fuça da maninha, seguido de um grito de Juliet . Não demorou muito até que papai entrasse no quarto e acabasse com a festa.

O céu não parecia lá tão bonito, gostava de céu azul... Assim eu teria certeza da noite enluarada, mas com tanto cinza assim, seria difícil contemplar a face de Luna. Nós, Fiannas, somos muito emotivos, quando estamos felizes, elevamos ao extremo, eu estava feliz, seguindo o meu caminho.
Aprendi algo sobre a sociedade Garou, o suficiente de cada tribo pra saber onde vou meter meu focinho. O melhor de tudo é aprender as suas histórias.
Sinto um pouco de receio quanto aos Crias de Fenris, espero que não repitam o que fizeram com os nossos caerns na antiga Bretanha. Porém....  a nobreza não é algo que se toma, não é mesmo? Só não diria isso a um Senhor das Sombras. "HUAHUAHUAHUA!"  -seguiu-se uma risada enquanto Foalán, pensava e matutava-.
Mas reconheço o valor dos irmãos Crias,  em batalha.... O que passou, passou! Nada melhor do que alguns copos de hidromel pra aliviar as tensões e fazer amigos. Deixo as mágoas do passado no passado.

Chegando no local prometido.  
É um lugar parado hein! Espero que tenha cerveja. falou consigo mesmo enquanto fumava seu cachimbo de madeira com símbolos tradicionais celtas, com o discreto símbolo da tribo em linhas de ouro, na lateral, nele contia o tradicional fumo irlandês, exalando seu aroma doce no ar. Trajando uma camisa branca e suspensório, um casaco de couro marrom, uma boina típica da boêmia irlandesa, com cores verde,laranja e branco em xadrez, calças jeans já surradas e uma bota.-

Esperei alguns minutos até dar um fim no fumo, joguei as cinzas no lixo e guardei o cachimbo no bolso interno do casaco, junto a uma trouxa de linho revestida em couro onde estava o fumo. Estranhamente não fazia volume algum no bolso.

Respire fundo e entrei... Eu tinha que procurar um tal da Matt. Nunca vi mais gordo!
Confirmei a placa... Ivy's... Tudo certo. Vamos lá.

Parecia meio morto o lugar, olhei para menina que mascava chiclete e pensei em pedir um cerveja.... Mas ela acenou para as escadas antes que eu desse o primeiro passo em sua direção.
-Lá deve estar o tal Matt..... - pensei.
Olhei bem o local, fazendo um giro de 360°, com uma das mãos no bolso do casaco, parei de frente para a escada  e me pus a andar em direção a ela.
-Saudade da Irlanda!...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum